Depois de sete meses nós (time) concluímos nossa participação em um projeto que deu início a uma das transformações ágeis mais desafiadoras da minha carreira.

Não sei em quantos projetos dessa natureza você já atuou, mas transformação ágil é sempre desafiadora, dolorida e prazerosa ao mesmo tempo. Se eu pudesse expressar em uma palavra tudo que passou, esta palavra seria:

Superação: ultrapassar um limite; recuperação; ato de progredir.

Começamos com sete team members, fechamos com 11 e no meio tivemos a participação de vários advisors quando os problemas pareciam insolúveis, misteriosos e inexplicáveis, como erros 408/409, que aconteciam intermitentemente no IE 11 e nginix no PaaS. Foi um time multidisciplinar no qual o UX atuou com ajustes nas malhas de ETL. Podicrê que foi real!

Transformação: fazer passar ou passar de um estado ou condição a outro; converter(-se), transfigurar(-se).

Transformação ágil é desafiadora porque nossa missão é entregar uma solução com toda a estratégia tática e operacional de forma diferente da qual o cliente é acostumado a pensar e agir  (aqui mora a transformação).

As empresas querem o resultado que o ágil gera, mas normalmente não têm ideia dos valores que precisam incorporar para conseguir alcançar o objetivo, como foco, coragem, franqueza, comprometimento e respeito, por exemplo.

Transformação ágil é dolorida porque incorporar os valores do Scrum é o que Ken Schwaber e Jeff Sutherland disseram que é difícil (difficult to master). Na minha opinião, o desafio existe porque você nunca será verdadeiramente comprometido com seu objetivo das 9h às 18h. Ou você adota esta característica em sua vida ou você não conseguirá verdadeiramente ser ou se tornar uma pessoa comprometida. Isso acontece para cada um dos valores do Scrum. Agora pense em aplicar esse pensamento em todo o time e, junto ao cliente, faça a corporação toda internalizar esses valores. Essa é a parte que dói, que transforma, mas que gera retornos inimagináveis.

“Quando os valores de compromisso, coragem, foco, abertura e respeito são vividos pelo time, os pilares de transparência, inspeção e adaptação ganham vida e conquistam a confiança de todos. Os membros (…) aprendem e exploram esses valores enquanto trabalham com os eventos, papéis e artefatos do Scrum.”

Transformação ágil é prazerosa porque todas as partes ficam felizes e radiantes quando conseguimos fazer o que amamos, gerando o valor esperado. Me lembro quando entramos em produção pela primeira vez, o time estava muito feliz, muito mesmo! Isso foi bom! Quanto mais vivenciamos os princípios do Scrum, superando os desafios iniciais e as dores, mais sucesso você e seu time terão.

Viver com base nesses princípios e valores não é o caminho mais fácil. É o mais sustentável e duradouro. (ficou filosófico, mas isso tem surtido efeito real na minha vida. Estou aprendendo!) Tem alguma dúvida ou algo a dizer? Aproveite os campos abaixo. Até a próxima!

Precisa de uma transformação ágil na sua empresa? Fale com a gente!

Sobre o Autor

Luis Guimarães é Agile Coach, formado em Sistemas de Informação. Gosta de estudar agilidade, coaching e ler biografias. Nos finais de semana, curte a família.

cases

rio de
janeiro

Rua São José, 90
Sala 2121 - Centro
(21) 2240-2030
CEP: 20010-020

são
paulo

Av. Nações Unidas
nº 11.541 - 3º andar
(11) 4119-0449
CEP: 04578-000

belo
horizonte

Av. Getúlio Vargas, 671
Sala 800 - 8º andar
(31) 3360-8900
CEP: 30112-021